Exposição “Assentamento” em Americana

Olá a todos,

Finalmente esta chegando a hora! Abriremos a exposição ASSENTAMENTO, mais um PROAC, na ETEC Polivalente de Americana, onde o MAC construiu sua sala temporária. Em breve reuniremos todo o material sobre a exposição, inclusive com PDF educativo para professores, na categoria Assentamento.

Sou grata a todos que vem acompanhando o projeto. Sei que Americana é um pouco longe, por isso postarei o máximo possível de imagens sobre a obra, para os que não puderem comparecer.

Um beijo grande!

Rosana


Convite Assentamento

ASSENTAMENTO

Abertura: 07 de novembro de 2013 as 20:00 hs.

Palestra: 07 de novembro de 2013 as 19:00 hs.

Local: ETEC Polivalente de Americana. Av. Nsa. Sra. de Fátima 567. Americana – São Paulo.

E o trabalho continua…..

Olá a todos,

Mais novidades sobre o trabalho, que esta a todo vapor! A expo em Americana abre em aproximadamente um mês e já entramos na reta final!

Abaixo, algumas imagens do processo de fabricação dos braços em cerâmica que fazem parte do projeto. Foi bastante trabalhoso resolver isto porque tivemos primeiro que fazer o molde em alginato, fundir em parafina e finalmente fazer o molde definitivo em gesso, a partir da peça em parafina. As imagens mostram o processo a partir desta segunda etapa, ou seja, utilizando a mão de parafina como modelo.

Espero que apreciem. Aos poucos vou atualizando o site com outras imagens do processo, ou seja, o final das costuras e as filmagens do mar, que também entrarão na instalação. Aguardem também a proposta educativa, que ficará disponível para todos os professores que quiserem baixar e usar o PDF.

Um grande abraço,

Rosana


Foto: Celso Andrade
Detalhe da mão em parafina, que servirá para a obtenção do molde definitivo em gesso. Foto: Celso Andrade.
Foto: Celso Andrade.
Grupo de mãos em parafina que utilizamos para fazer o molde definitivo em gesso. Foto: Celso Andrade.
Foto: Celso Andrade
Mão de parafina na cama de argila.
Foto: Rosana Paulino
Celso passando cera antes de derramarmos o gesso.
 Foto: Celso Andrade
Primeira parte do molde em gesso. Após, será feita a segunda parte do molde.
Foto: Celso Andrade
Molde completo em gesso.
 Foto: Celso Andrade
Parte do molde definitivo em gesso.
 Foto: Celso Andrade
Primeiras mãos de argila, ainda sem o corte das rebarbas.
Foto: Rosana Paulino
Mãos já secas aguardando a pátina final.
Foto: Celso Andrade.
Aplicação da pátina final.

Pílulas de cultura no CCSP!

Olá a todos,

Neste domingo, dia 25 de agosto, tem PÍLULAS DE CULTURA no CCSP! Estão todos convidados a participar. A conversa, sobre a produção cultural negra, vai ser boa e com umas moças bem bacanas – eu, inclusive rs… – discutindo a questão. Abaixo o convite e o release. Não percam!

Um grande beijo a todos,

Rosana


Pílulas de Cultura Feira Preta

As PÍLULAS DE CULTURA FEIRA PRETA, evento mensal no Centro Cultural São Paulo, uma parceria entre o Instituto Feira Preta e o CCSP, traz neste mês de agosto o protagonismo de artistas negros e negras na gestão de suas empresas e coletivos. Com o tema “Estética e Gestão da Produção Cultural Negra”, o principal objetivo desta edição é abordar o processo de criação e a qualidade estética dos trabalhos destes artistas na contemporaneidade. O público vai acompanhar um debate sobre o tema, uma intervenção teatral com a Cia. Os Crespos, o espetáculo “BAKÔ”, da bailarina e coreógrafa Luciane Ramos e exposição de gravuras da artista plástica Rosana Paulino. As PÍLULAS DE CULTURA FEIRA PRETA acontecerá no dia 25 de agosto de 2013, das 16h às 20h, no Centro Cultural São Paulo (R. Vergueiro, 1000, Sala Adoniran Barbosa), com ENTRADA FRANCA.

A Programação

A partir das 16h a DJ Vivian Marques apresenta um poderoso set que mistura estilos como Hip Hop clássico e underground, R&B, Soul, Funk’s 70, entre outras vertentes da música negra. Vivian é idealizadora do Projeto “Futuro do Hip Hop” e das baladas “Todos por um” e “Nos tempos da Soweto.

Rosana Paulino, artista visual e educadora, doutora em artes visuais pela ECA/USP, levará trabalhos seus para um exposição na Pílula, via projeção de imagens. A artista discute a questão do indivíduo negro na sociedade brasileira, como foco especial para a mulher. A artista possui obras em importantes museus e tem participado ativamente de diversas exposições tanto no Brasil como no exterior. Em 1998 viajou para Londres com bolsa de estudos do governo brasileiro para especialização em gravura no London Print Studio e atualmente é doutoranda em Poéticas Visuais pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Foi também bolsista do Programa Bolsa da Fundação Ford nos anos de 2006 a 2008.

Às 17h começa a Roda de Conversa sobre o tema “Estética e Gestão da Produção Cultural Negra”. É a oportunidade para entender como acontecem os processos criativos de um artista, de que forma ele gerencia suas ações no mercado artístico, como ele pensa e coloca nos palcos os seus projetos e sob qual ótica ele insere as informações que proporcionam reflexões no público. Neste bate-papo, estarão presentes Rosana Paulino, Renata Felinto, Artista plástica, pesquisadora e doutoranda em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da UNESP. Sócia proprietária da Cubo Preto – arte, história e cultura afrobrasileira. Integra a conversa também, Sidney Santiago, Ator, Formado na Escola de Arte Dramática EAD/ECA/USP e um dos fundadores da Cia de Teatro “Os Crespos”. Para fechar a roda de conversa, Luciane Ramos, paulistana, intérprete-criadora, antropóloga, bailarina e pesquisadora. Tem formação em dança especialmente nas raízes das danças afrodiaspóricas e galhos que se estendem por outras técnicas contemporâneas, abordagens somáticas e treinamentos investigativos. Doutoranda em Artes da Cena e mestre em antropologia pela UNICAMP, desde 2003.

Às 18h30 é vez da intervenção Teatral dos Os Crespos. Sidney Santiago e atrizes da companhia interpretam um texto que discute os encontros e desencontros do amor na vida moderna. A intervenção mostra como a Cia. entende a estética negra, mostrando o processo de construção de uma cena que indicará como funciona o processo de pesquisa cênica dos Crespos e uma amostra do projeto O projeto “Dos Desmanches aos Sonhos – Poética em Legítima Defesa” uma investigação sobre o impacto da escravidão e as esferas das relações afetivas entre os negros.

E às 19h10 BAKÔ – A OUTRA MARGEM, solo de dança de Luciana Ramos. BAKÔ, palavra da língua bambara (África do Oeste) é um solo que tem a memória, enquanto recriação do vivido, como impulso do processo criativo. O universo das danças de matrizes afrodiaspóricas é a referência técnica e simbólica fundamental na trajetória  de fluências e encruzilhadas do corpo negro que cria e recria mundos na urbanidade contemporânea. Projeto Desenvolvido com subsídio do Rumos Itaú Cultura Dança -2012/2014.


SERVIÇO 

PÍLULAS DE CULTURA FEIRA PRETA

Dia 25 de agosto de 2013, das 16h às 20h

Local: Centro Cultural São Paulo R. Vergueiro, 1000, Sala Adoniran Barbosa, 622 lugares Classificação: Livre Horário: das 16h às 20h

Tel. Informações: (11) 3397-4002

 com ENTRADA FRANCA.

Flyer Pílulas da Cultura
Flyer Pílulas da Cultura

Inauguração de Mostra no Afro e Conversa com os Artistas

Meus queridos,

Sábado próximo, dia 10, teremos um evento muito especial no Museu Afro Brasil. Será a inauguração da mostra BRASILEIROS E AMERICANOS NA LITOGRAFIA DO TAMARIND INSTITUTE. Para quem não sabe, o Tamarind é considerado um dos melhores – se não o melhor – ateliê de litogravura do mundo! E teremos antes da exposição uma palestra com os artistas brasileiros que participaram do programa de intercâmbio, que já comentei aqui no site. Somos: Eu, Sidnei Amaral e Thiago Gualberto. E a cereja do bolo, é claro, Marjorie Devon, diretora do Tamarind, que vem especialmente para a inauguração da mostra. Não dá para perder!

No meu caso, para quem esta acompanhando o projeto ASSENTAMENTO esta mostra é particularmente importante porque foi neste período no Tamarind que pude avançar as pesquisas que levaram ao projeto. Vai ser legal ver de perto para comparar com o que esta rolando!

Espero todos por lá! Abaixo, o convite com um detalhe da bela obra do Thiago Gualberto.


 

SERVIÇO:

MOSTRA: Brasileiros e Americanos na Litografia do Tamarind Institute.

QUANDO: Sábado, 10 de Agosto, 2013.

HORÁRIOS: 11:00 Encontro com os artistas e com Marjorie Devon, diretora do Tamarind. 13:00 hs abertura da mostra.

LOCAL: Museu AfroBrasil. Parque do Ibirapuera, portão 10.

 

A quantas anda 2

Olá a todos,

E continuamos aqui a todo vapor. Estamos com todas as imagens impressas em tamanho original, ficaram excelentes! É emocionante vê-las assim e vamos imaginando mais informações sobre esta personagem anônima. Agora com a imagem ampliada, consigo ver nitidamente uma diferença razoável na altura dos ombros. Olhando com mais cuidado, dá para perceber o desvio na coluna. Penso como ela deveria sofrer de uma escoliose, possivelmente de grau médio. Onde ela deve ter trabalhado, seu esforço, a dor física, além da dor psicológica, se trabalhou numa plantação, como mucama, vendeira…, os filhos (se os teve)… e o grande deslocamento, geográfico e mental, que ela e outros que vieram para cá sofreram.

Para trabalhar com essa questão do deslocamento, seccionamos a figura e a remontamos. É como pensar em uma reorganização forçada, feita as pressas, uma sutura sem anestesia. Reconstruir esta figura e pensar também em como estas pessoas, de variadas maneiras, se adaptaram – ou não – a um ambiente totalmente diverso daquele de origem. Estar entre os seus e algum tempo depois estar em um país distante, de língua, hábitos e crenças diferentes… nunca o choque da escravidão me pareceu tão brutal.

A primeira coisa a fazer para representar visualmente este deslocamento foi um pequeno modelo, uma impressão simples, que foi recortada e remontada várias vezes até acharmos o melhor corte. Depois isto foi costurado, acentuando a sensação de um refazer-se forçado, na base do refaça-se ou morra. Esta sensação de “refazimento” aumenta muito na figura em tamanho natural. O próximo passo é escolher uma das gravuras, que já estão impressas, e que vão ser colocadas sobre a imagem. Estamos imprimindo em transparência e algodão cru. O duro é escolher qual das gavuras usar, coração, raiz, feto…

Ao mesmo tempo estamos trabalhando também na construção das partes em escultura, e neste frio… o processo de bater a argila hoje ficou com o Celso

No mais, novas notícias e imagens em breve.

Beijo a todos.


Detalhe.
Imagens. Frontal, lateral, Reversa.
Imagens. Frontal, lateral, Reversa.